Tags

Outras Publicações

Ginga - A Marca da Família Angolana

Angola Music Awards abre portas para festivais internacionais

A organização dos prémios Angola Music Awards (AMA) pretende, dentro dos próximos dois/três anos, reforçar e criar uma plataforma no mercado internacional, como forma de ajudar os artistas angolanos na sua cruzada de internacionalização da cultura nacional, afirmou hoje, quarta-feira, em Luanda, Daniel Mendes.

Angola Music Awards abre portas para festivais internacionais

Em entrevista sobre a preparação da edição 2014 deste concurso musical, a fonte adiantou que tal projecto passará pela participação dos vencedores do evento em festivais internacionais.

“Temos já algumas parcerias que nos vão ajudar a concretizar este objectivo. A nossa intenção é levarmos os vencedores a participarem em grandes festivais internacionais. Numa primeira fase apostar no mercado cabo-verdiano, norte-americano e em alguns países da Europa: Portugal, Holanda, França, entre outros”, reforçou.

Angola Music Awards abre portas para festivais internacionais Relativamente a preparação da presente edição, Nelson Mangueira, também membro da organização, afirmou estar na fase de pré-inscrições, onde cada artista, de forma individual, procede à sua inscrição com uma ou mais músicas em diversas categorias, para posteriormente se realizar a fase de selecção para a votação pública.

“Vamos trabalhar com 22 categorias. O nosso regulamento permite aos artista e todos aqueles que estão envolvidos no prémio ter um guia de como é feito o processo de selecção até o culminar do evento. Temos quatro categorias que são decididas pelo público, nomeadamente Música do Ano, Melhor DJ, Prémio Sapo Angola e Música de Ouro, para os músicos com mais de 40 anos”, explicou.

Segundo o promotor, o corpo de jurado de 2013, com excepção de Mikas Cabral – vocalista e Guitarrista dos Tabanka Djaz, analisará os inscritos e por meio do sistema de votação, os mais votados irão entrar para fase final de escrutínio público.

“Na fase de votação final será uma combinação de 50 por cento do júri e da população. Os artistas devem ser ou ter descendentes angolanos”, referiu.

Realçou que os discos publicados entre 1 de Janeiro de 2013 e 31 Dezembro do mesmo ano estão habilitado para concorrer, “excepto nas categorias gospel, música popular, vídeo clipe e Dj, porque as classes carecem de mas dinamização”.

O Angola Music Awards (AMA) é um concurso anual de cariz nacional destinado aos melhores profissionais de música angolana que fazem a história no país, abrindo um importante espaço aos compositores, intérpretes e criadores de todos os géneros.

O AMA visa incentivar o interesse da população pela música como fonte de cultura e lazer, promover o intercâmbio cultural com os mais variados profissionais e géneros musicais do país, valorizar a cultura musical de Angola, revelar novos talentos, e divulgar a cultura do país além-fronteiras.

Têm igualmente como principal objectivo reconhecer a excelência e criar uma maior consciência pública sobre a diversidade cultural dos artistas e as suas contribuições, bem como incentivar as iniciativas que desenvolvam a cultura do país, premiando os intérpretes, produtores e criadores de música angolana que tenham colocado no mercado trabalhos discográficos entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro, do ano anterior à realização do concurso.

Fonte: Platinaline