Tags

Outras Publicações

Ginga - A Marca da Família Angolana

As primeiras interacções

Saiba como desenvolver as competências do bebé dos zero aos nove meses.

A terapeuta da fala Paula Bravo alerta para a importância das primeiras interacções na aquisição de requisitos para a comunicação. Como explica, o bebé é já um comunicador competente, mesmo que ainda não se exprima por palavras. Comunica quando chora, quando grita, quando palra, quando ri. Assim, a comunicação entre os pais e o bebé começa muito antes da aprendizagem das primeiras palavras.

«O bebé vai responder aos estímulos da comunicação com padrões que vão encadeando o focar da atenção, o sorriso, os movimentos oro-faciais (bochechas, lábios e língua), os gestos e as vocalizações», explica a terapeuta da fala. Cria-se um diálogo em torno dos afectos, que contribui grandemente para o desenvolvimento das capacidades comunicativas e para a aquisição da fala.

 

ATENÇÃO MÚTUA
As interacções precoces levam à apreensão de uma capacidade de atenção mútua: a criança vai começar a dar atenção ao outro, estabelece o contacto visual, a imitação motora e vocal, reconhece expressões faciais, a entoação, aprende a melodia, o ritmo do discurso, assim como as regras do diálogo.

Segundo Paula Bravo, a criança começa a perceber a causa-efeito de alguns comportamentos e a usá-los, direccionados a outros, com a expectativa de obter uma resposta. «O bebé percebe então o que é comunicar, tem a noção de causa-efeito na comunicação, sabe que pode regular o comportamento do outro para atingir fins específicos.»

Até por volta dos nove meses, as crianças não mostram ainda sinais de compreensão linguística. Elas vão perceber a entoação da fala, mas não percebem as palavras que lhe são ditas.

Fonte: Sapo Crescer