Divórcio: homens e mulheres separam-se por motivos diferentes...

Mulheres indicam falta de comunicação entre o casal, os homens dizem que o amor acabou… Que as mulheres e os homens procuram coisas diferentes numa relação fica claro quando essa relação acaba. Segundo um estudo dos sociólogos Ana Reis Jorge e Manuel Carlos Silva, apresentado no VII Congresso de Sociologia que decorre no Porto, as mulheres apontam a falta de comunicação no casal como principal razão para se divorciarem, enquanto os homens indicam o fim do amor. Saliente-se que para 21% das mulheres a violência física foi a razão para o fim do casamento, e para nenhuma a separação foi um modo de legalizar outra união, facto apontado por 9% dos homens. 15% das mulheres indicou ainda a perda de independência. Nenhum dos homens se lembrou de tal coisa… Para ambas as partes, no entanto, o divórcio aparece como um alívio. Apesar de se ter registado uma ligeira descida dos divórcios, a maioria dos especialistas atribuem-no aos efeitos da crise, que torna mais difícil reorganizar a vida e encarar despesas a solo… Fonte:...

5 coisas que pode descobrir sobre ele nos primeiros 10 minutos (e 5 coisas que nunca saberá)...

Não pode saber se ele é o homem na sua vida, mas há muito que se descobre em muito pouco tempo. 5 coisas que pode descobrir nos primeiros 10 minutos: Pode poupar imensa energia, dinheiro e tempo, portanto não se distraia demasiado a raspar o açúcar de cima da Bola de Berlim e ponha os olhos (discretamente) nele: 1 – Se é mais de falar, mais de ouvir ou mais de ficar no ‘screen saver’ de olhos em alvo sem pensar em nada. 2 – Se costuma rir-se para estranhos. 3 – Se consegue ver as outras pessoas, se limita a olhar para elas ou olha para outro lado. 4 – Se acha que um relógio é um bom indicador do dinheiro que uma pesssoa tem. 5 – Se tomou banho antes de sair de casa.   E 5 coisas que nunca descobrirá. Mesmo que sejam almas gémeas e vivam sozinhos numa ilha da Polinésia durante 72 anos, aqui está o que provavelmente nunca saberá: 1 – Porque é que o sonho inconfessado de todos os homens é viver sem mudar de t-shirt. 2 – O que é que ele realmente pensa da sua melhor amiga. 3 – O que é que ele realmente pensa das melhores amigas dele. 4 – Quais são os sonhos eróticos que nunca contou a ninguém. 5 – Se alguma vez de facto lhe passou pela cabeça traí-la com a Charlize Theron.   Fonte:...

10 Maneiras de Saber se ele Vai Dar um Bom Marido...

Para quem esteja interessada em descobrir antes de dizer sim. Ele está interessado em qualquer coisa séria ou apetece-lhe mais um caso sem consequências? Ter química não basta, embora seja o principal requisito de qualquer relação. Até pode não lhe interessar nada dar o nó, caso em que provavelmente não estaria a ler este artigo. Como chegou até aqui, depreendemos que o assunto lhe interessa. Provavelmente já chegou a uma conclusão pessoal, mas aqui ficam algumas ideias que podem ajudar: 1 – Uma questão de gramática – Quando ele fala, diz mais vezes ‘ nós’ ou ‘eu’? Quando se refere ao futuro, as ‘visões’ incluem-na a si ou apenas a coisas que ele gostaria de fazer? Se ele planeia fazer um mestrado em engenharia aeroespacial no Chile durante 4 anos e depois ficar a morar em Chicago, alguma vez lhe perguntou em que episódio da telenovela é que você entrava? 2 – O som e a fúria – Observe-o quando ele se zanga. É capaz de se controlar ou perde completamente o freio? Um namorado maldisposto regra geral dá um marido ainda pior. Por que razão quereria passar a vida ao lado de uma pessoa ao lado da qual se sente mal? 3 – Probleminha ou problemão? – A sua avó está doente e você tem de desmarcar a saída a dois. O cão engoliu um Gormitti de plástico que um dos seus sobrinhos deixou no tapete e tem de ir ao veterinário. A empresa dele ameaça despedir algumas pessoas. Como é que ele reage ao lado negro da vida ? E quando são problemazinhos, tipo a janela que não fecha, o leite que acabou, o telemóvel que se despediu desta vida? Uma relação não é um constante mar de rosas, e há de...

O tamanho afinal também conta!...

O Journal of Sexual Medicine revela que, ao contrário de convicções populares, o tamanho do pénis é importante quando se trata de dar prazer à mulher. Uma nova investigação conduzida pelo Journal of Sexual Medicine revelou que, quando se tratar de agradar à mulher na cama, o tamanho do pénis do homem conta. As boas notícias é que isto só é verdade para algumas mulheres e para alguns tipos de orgasmos. Descobriu-se que as mulheres que têm orgasmos vaginais frequentemente têm maior tendência a dizer que atingiram o clímax mais facilmente com homens com pénis maiores. Stuart Brody, um psicólogo da Universidade do Oeste da Escócia, conduziu uma investigação onde inquiriu 323 mulheres quanto aos seus encontros sexuais. Elas foram questionadas relativamente aos seus mais recentes comportamentos sexuais, assim como sobre o quão importante o sexo peniano-vaginal e outros actos sexuais eram para elas. Para além disso, foram questionadas sobre a influência que o comprimento do pénis tinha sobre a capacidade de atingirem o orgasmo com estimulação vaginal. Sendo o pénis médio definido como apresentando cerca de 15cm de comprimento, os investigadores perguntaram às mulheres se tinham mais tendência a ter orgasmos com homens com pénis maior que a média. Brody e os seus colegas descobriram que as mulheres que relataram ter o maior número de orgasmos no mês prévio à investigação eram as que tinham maior probabilidade de dizer que pénis com maior comprimento era melhor. Brody disse à Live Science que isto pode dever-se ao facto de um pénis mais longo ter maiores capacidades de estimular toda a área da vagina e do cervix. Esta investigação surge oito meses depois da mesma publicação revelar que, de facto, o orgasmo vaginal e clitoriano são dois fenómenos completamente diferenciados e que também ativam partes distintas do...

Os inimigos do desejo...

A diminuição na vontade de fazer amor afecta-nos a auto-estima e pode até terminar relações. A boa notícia é que existem soluções para ultrapassar o problema. O desejo sexual sofre flutuações ao longo das fases da vida feminina – adolescência, idade fértil e menopausa – motivadas por diferenças nos níveis hormonais, explica-nos a ginecologista Maria do Céu Santo, e responsável pelo núcleo de Medicina Sexual da Sociedade Portuguesa de Ginecologia. “Mas também assenta na memória boa ou má da experiência sexual. O desejo sexual resulta do equilíbrio entre a parte física e a psicológica. Alguns estudos recentes apontam para o facto de ainda ser mais comum nas mulheres, mas hoje sabemos que o homem não é a bomba de testosterona, sempre pronto para o sexo, que julgávamos até aqui.” Mas como se mede a quebra de desejo? Até porque a vontade de fazer amor varia de pessoa para pessoa e até entre parceiros. “A percepção de desejo sexual diminuído pode existir em relação a um parceiro que tem mais desejo, mas também pode derivar da comparação que a pessoa faz com o seu desejo prévio – agora tem menos desejo do que o que costumava ter”, diz Patrícia Pascoal, psicóloga e sexóloga clínica responsável pela consulta de Sexologia da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa. “O próprio conceito tradicional de desejo sexual tem sido posto em causa, pois está bastante associado à excitabilidade sexual. Para cerca de um terço das mulheres o desejo aparece quando se sentem estimuladas ou excitadas, ou seja, responde a um estímulo externo claramente identificado. Por isso, a utilização do termo ‘Interesse sexual’ tem sido preferida a ‘desejo sexual’.” Interesse sexual e capacidade de sentir orgasmos não são o mesmo. “Muitas pacientes relatam que, no início, nem têm vontade de fazer amor, mas...

6 Razões pelas quais você não é feliz no relacionamento...

Muitas vezes você pode se encontrar numa situação difícil e nem sequer saber determinar o porquê tudo está assim. Relacionamentos são complicados, ou pelo menos, tornam-se complicados em função de nossos próprios conflitos internos e isso pode afectar toda a base da relação. Em algum momento da vida todos nós iremos nos envolver em um relacionamento sério, seja se apaixonando instantaneamente, ou, simplesmente, desenvolvendo uma conexão emocional mais forte com o tempo. Assim que esta relação se estabelecer, ambos devem fazer sua parte para alimentá-la e desenvolvê-la mais e mais para maximizar essa experiência. Quando um dos dois não consegue fazê-lo, a cumplicidade é gradualmente substituída pelo sofrimento. Sinceramente espero que seu relacionamento não esteja numa situação ruim, mas se você encontrou-se neste quadro (como todos nós às vezes), é provável que o problema possa ser uma ou poucas causas (como cito abaixo). Se o seu relacionamento está as mil maravilhas, agora, considere-se afortunado – Esta lista vai simplesmente fornecer um bom estimulo para o pensamento. 1• Expectativas sobre como alguém “deveria ser”. Você não aprecia e ama uma pessoa porque ela é perfeita, você aprecia e ama, apesar do fato de dessa pessoa não ser. “Perfeição” é uma fantasia mortal – algo que nenhum de nós jamais será. Então, cuidado com sua tendência para “consertar” alguém quando não está quebrado. Nós somos perfeitamente imperfeitos, do jeito que deveríamos ser. Sinceramente, quanto menos você esperar de alguém que você ama, mais feliz o seu relacionamento será. Ninguém em sua vida vai agir exactamente como você espera. Ninguém é igual a você – portando, não espere que alguém vá amar, oferecer, compreender ou responder como você. Essa é uma importante lição sobre autoconsciência que pude aprender e fez maravilhas por mim e também fará por...

O novo protocolo de sedução...

Terminei uma relação, e agora? Como é que recomeço o jogo amoroso, depois de tanto tempo fora das lides da sedução? Falámos com Margarida Vieitez, mediadora de casal para saber por onde devemos começar. Faça o luto “Depois de terminar uma relação, não deve voltar imediatamente ao ‘mercado’, porque há um luto a fazer da relação anterior”, aconselha Margarida Vieitez. Ou seja, antes de qualquer outra relação, temos de fazer um trabalho interior de reflexão sobre o que aconteceu. Que aprendizagens há a fazer? “Várias. Por que não resultou, por que é que a rutura aconteceu, se há um padrão, se foi uma repetição de outra relação…”, nota a especialista. “O luto tem quatro etapas: o choque, a raiva, a aceitação e a reorganização. E quando uma relação foi longa, isto tem mesmo de ser feito. Costumamos dizer que um amor se esquece com um novo amor, mas é mentira. Nem a pessoa está preparada para uma nova relação. E depois o que acontece é que as pessoas acabam por cair nas mesmas frustrações.” Procure pessoas  Pronto, decidi fazer novos amigos e retomar a ida à discoteca. Primeira dúvida: onde ir. “Há discotecas onde só vão adolescentes, mas a pessoa tem de descobrir os locais onde se sente mais confortável, e fidelizar-se a determinados sítios. É mais fácil ir com uma amiga ou com um grupo de amigos. Não aconselho a que vá sozinha, porque não vai sentir–se bem.” Observe o ‘jogo’ Cá estou. Acabei de chegar à discoteca. E agora? O que é que acontece? Os homens começam por olhar, insidiosamente. Depois, abordam (enfim, ou não…). “Por volta das cinco da manhã, as pessoas começam a ficar mais ansiosas, porque há quem esteja efetivamente à procura de alguém, e à medida que a...

Ideias para incendiar a sua relação...

Aumente a temperatura lá de casa sem ter de recorrer ao aquecimento central (ou à piromania). Músicas, filmes, jogos e sugestões com provas dadas… Tudo para conseguir um relacionamento à prova de tédio. Joguem à batota Aproveite agora que os jogos de mesa e tabuleiro estão em alta para apimentar a sua relação. Personalize um baralho de cartas em que cada naipe significa uma ‘tarefa’ diferente. Que tal beijos para copas, massagens para ouros e os vossos preliminares favoritos para paus e espadas? Os números podem representar o tempo da ‘tarefa’, e os ás, valetes, damas e reis, posições ou fantasias… Movimento sexy Nós, mulheres, somos um pouco complicadas e o sexo não é exceção. A nossa libido depende de uma série de fatores e um deles é a autoconfiança, ou seja, precisamos de nos sentir sexy para termos desejo sexual. Invista numa lingerie bonita. É claro que despertar a deusa poderosa depois de um dia a aturar o chefe maldisposto, as filas de trânsito… é obra! Ainda assim, vale a pena o esforço. A sua autoestima (e marido) agradece! Se ele gosta de lhe oferecer lingerie mas o que lhe chega às mãos são fios dental de renda cheios de laçarotes, é melhor mostrar alternativas, mas atenção: é para dias especiais, escolha cores mais ousadas e esqueça a cor de pele… Mande um sms Arme-se em adolescente e mande-lhe um sms para maiores de 18. Mas escolha bem o dia e a hora (durante a reunião com o chefe é melhor não). Se ele tem iPhone e o deixa em cima da secretária o dia todo, é melhor escrever em código, senão vai toda a gente ficar a saber do seu serão. Vivámusica Façam uma compilação de músicas sexy. Isso mesmo, músicas que...

Cinco sinais de que ele está ‘caídinho’...

Às vezes eles enviam sinais contraditórios e as mulheres não sabem bem com o que contar. Afinal, ele gosta mesmo de nós ou não? O primeiro mandamento é: se um homem está interessado em si, esteja descansada que você vai saber. Ter uma relação que funciona deve ser simples, dizem os psicólogos: não deve exigir longas noites de insónia a rever todos os passos, não deve requerer angustiadas conversas com a sua melhor amiga a dissecar tudo o que ele lhe disse e não disse, não deve incluir angústia, nem adivinhação, nem sofrimento. Mas ele manda tantos sinais? Até pode mandar: há quem seja viciado em ‘flirt’. Há quem o faça por desfastio, porque é divertido, para alimentar o ego, porque você é gira e o dia é comprido e às vezes ele próprio não dá por isso. Um semáforo também manda sinais, e não está interessado em si… Quer mesmo tirar a prova dos 9 e saber se um homem está verdadeiramente interessado em si? Os cinco ‘sinais’ que não mentem são: – Mantém-se em contacto – Como bons extraterrestres, os homens apaixonados não deixam escapar a estrela que lhes ilumina a vida e arriscar-se a que ela vá brilhar para outra galáxia. Há os patologicamente tímidos, pois há, mas em 99% das vezes, se um homem está interessado em si, vai ligar-lhe, nem que seja para ouvir o som da sua voz. – Convida-a para sair – Porque quer passar mais tempo consigo e conhecê-la melhor. Claro. Se ele bate imenso a pestana e faz muita converseta mas a coisa fica por aí, esqueça. Ou ele já tem uma namorada ou não está muito interessado em ter uma. – Certifica-se que não o esquece – Primeiro começa a aparecer nos sítios onde já sabe que...

8 maneiras de sobreviver ao início de uma relação...

O início de uma relação é um teste com muitos nervos à mistura. Saiba como manter a calma (ou não…) É sempre uma nervoseira: e se digo qualquer coisa que não devia? E se descubro que ele afinal não se pode apresentar à avó? E afinal não ‘clicamos’? E se ele se farta de mim? E se eu me farto dele? O princípio de uma relação é aquela altura das borboletas no estômago, mas também de todas as dúvidas e desconfianças. Tudo se põe em causa. É possível sobreviver? Pois é: aguente-se nas ondas da paixão, que, passada a zona da rebentação, tudo fica mais claro. Para o sim ou para o não. 1 .Aproveite Esta é a fase mais enervante, mas também a mais divertida. Por isso, força: divirta-se. Não se preocupe tanto com o que ele vai achar de si (não é impossível…), afinal, ele vai estar mais preocupado com o que você vai achar dele… Conte tudo às amigas, tenha uma crise histérica quando descreve o giro e esperto e engraçado que ele é e como nunca conheceu ninguém assim e como é diferente do totó do Vasco que nunca conseguiu decorar o dia em que você fazia anos e nunca estava ouvir o que você dizia. Compre aquela camisa às flores que estava para comprar há anos, sinta-se absolutamente fantástica, e adormeça a pensar nele, ou não adormeça, também não vai morrer se passar um dia sem dormir. 2. Mantenha os pés no chão OK, agora que já entrou em órbita baixe à Terra e mantenha-se lá. Se se separaram há três horas e foi como se lhe tivessem arrancado uma parte de si, escusa de lhe mandar já um sms a dizer que está cheia de saudades e que...