Tags

Outras Publicações

Ginga - A Marca da Família Angolana

Em novo filme, Lupita Nyong’o e Viola Davis serão guerreiras africanas do século 18

Graças ao sucesso de crítica e bilheteria de Black Panther, mais filmes baseados em histórias africanas estão finalmente sendo produzidos pelos estúdios de Hollywood.

Em novo filme, Lupita Nyong’o e Viola Davis serão guerreiras africanas do século 18

Tem o aclamado livro de Nnedi Okorafor, Who Fears Death, que vai se transformar em uma série de TV da HBO, produzida por ninguém menos que R.R Martin, a Americanah, da Chimamanda, e o Born A Crime, de Trevor Noah, também sendo adaptados para cinema e TV – ambos criados e produzidos por Lupita Nyong’o.

 

Em novo filme, Lupita Nyong’o e Viola Davis serão guerreiras africanas do século 18

Agora, surgiram relatos de que Nyong’o protagonizará o filme “The Woman King” ao lado de Viola Davies. O filme baseia-se em eventos verdadeiros que ocorreram no Reino do Dahomey (atual República de Benin), um dos estados mais poderosos da África nos séculos 18 e 19.

De acordo com a revista Variety, o drama histórico conta a história de Nanisca (Davis), uma general de uma unidade militar feminina e sua filha Nawi (Nyong’o), que juntos lutaram contra colonizadores franceses e tribos vizinhas que violaram sua honra, escravizaram seu povo e ameaçaram destruir tudo que amavam.

Em novo filme, Lupita Nyong’o e Viola Davis serão guerreiras africanas do século 18

Além de ser empolgante ver duas grandes atrizes atuando juntas, é mais empolgante ainda ver duas atrizes NEGRAS, vencedoras de um OSCAR atuando juntas sem que se tratem de papéis estereotipados.

Em uma citação dada à Variety, Cathy Schulman, produtora do projeto, disse:

“Pantera Negra nos mostrou apenas como o poder da imaginação e das maravilhas poderia revelar um mundo sem gênero e estereótipos raciais”.

 

Em novo filme, Lupita Nyong’o e Viola Davis serão guerreiras africanas do século 18

 

A Mulher do Rei contará uma das maiores histórias esquecidas da história do mundo real em que vivemos, onde um exército de mulheres guerreiras africanas impediu a escravidão, o colonialismo e a guerra intertribal para unificar uma nação“.

 

Fonte: Hypeness