Tags

Outras Publicações

Ginga - A Marca da Família Angolana

Ganense cria negócio com mulheres sem terra para combater machismo e desnutrição

Com apenas US$ 5 mil, a ganense Salma Abdulai, de 32 anos, vem solucionando um problema que parecia intransponível.

Ganense cria negócio com mulheres sem terra para combater machismo e desnutrição

Ela conseguiu misturar o resgate à culinária tradicional da sua região, a luta contra a desnutrição e o empoderamento feminino em um único projeto!

Em Gana, mais de 50% das crianças sofrem de desnutrição. Todos os anos, a fome faz 3,5 milhões de vítimas fatais no país. Mas Salma usou os conhecimentos adquiridos durante a graduação em tecnologia agrícola e a pós-graduação em economia agrícola para mudar esse cenário.

Ganense cria negócio com mulheres sem terra para combater machismo e desnutrição

Graças aos US$ 5 mil que tinha para iniciar um negócio, a empreendedora criou a Unique Quality Product Enterprise. A empresa resgatou o potencial do fonio, um cereal típico da região semelhante ao milho, que estava em desuso há seis décadas. Foi sua aposta na luta contra a desnutrição, mas Salma não parou por aí.

Mais do que apenas garantir que as crianças do país tivessem uma nutrição adequada e com ingredientes locais, ela queria oferecer mais oportunidades às mulheres, que tradicionalmente não possuem terras na região de onde veio, ao norte de Gana. Assim, ela ofereceu terrenos e capacitou centenas de moradoras sem terra no cultivo do fonio.

Ganense cria negócio com mulheres sem terra para combater machismo e desnutrição

Em apenas quatro anos, 350 mulheres foram capacitadas pela iniciativa. Cada uma delas ganha hoje cerca de US$ 600 por safra – e o fonio pode ser colhido três vezes em uma única estação!

 

Fonte: Hypeness