Grande marcha de repúdio contra o abuso sexual e aliciamento de menores Jan13

Tags

Outras Publicações

Ginga - A Marca da Família Angolana

Grande marcha de repúdio contra o abuso sexual e aliciamento de menores

A prática de abuso sexual e aliciamento de menores continua sendo uma constante em Angola e pelo mundo fora.

Em Angola, o caso mais recente de abuso sexual aconteceu na província de Benguela, envolvendo uma menina de 10 anos que acabou grávida. – Surge a questão: “Como será o futuro desta criança que de acordo às imagens feitas por orgãos de comunicação social nacional, carece de boas condições de vida? E o que será da criança que ela acarreta no seu ventre”?

Vários são os problemas e as consequências que a vítima de abuso sexual pode vir a enfrentar durante a sua vida, tais como: Complicações ginecológicas e na gravidez, trauma, a contração de doenças sexualmente transmissíveis e até mesmo má formação congênita do feto caso a vítima esteja grávida.

– Quais são os motivos que levam os abusadores a aderirem a esta prática que é geralmente imposta às crianças ou adolescentes através de ameaças, violência física, indução e convicção?
– São estes e vários aspectos que serão abordados nesta marcha que está sendo realizada pela Sociedade Civil contra o abuso sexual e aliciamento de menores, que vai acontecer no dia 23 de Janeiro de 2016.
A partida será no Porto de Luanda até ao Balezão. Venha e grite bem alto “Stop ao Abuso sexual e aliciamento de menores”.
A SOS Rede Solidária conta com o apoio de todos os interessados.

Para mais informações ligue para os seguintes terminais: 945 939 167, 923 214 849 ou ainda para 915 453 095. Venha e participe desta causa!

Grande marcha de repúdio contra o abuso sexual e aliciamento de menores