Maus hábitos que arruínam a sua dieta! Jun25

Tags

Outras Publicações

Ginga - A Marca da Família Angolana

Maus hábitos que arruínam a sua dieta!

De nada adianta meter-se em dietas se não controlar alguns maus hábitos e pulsões que atentam contra a sua linha.

1. “Acordo a meio da noite (ou antes de dormir) e tenho de ir comer qualquer coisinha”
Um truque simples é, antes de se entregar a este desejo nocturno, beber três copos de água ou um chá de ervas (sem teína, para não lhe roubar o sonho). Desta forma, reduz naturalmente o apetite. “Também não deve ter junk food em casa, nem doces ou chocolates: se tiver comida saudável no frigorífico, os danos são minorados.” Por fim, mantenha-se ocupada, evitando ver televisão, um hábito que convida ao consumo de alimentos pouco saudáveis. Ocupe a mente noutras actividades e verá como se esquece de comer.

2. “Não tenho fome de manhã”
O pequeno-almoço é a mais importante refeição do dia. Se não sente fome de manhã, pode muito bem ter a ver com o hábito de assaltar o frigorífico durante a noite. Controlando esse hábito, o apetite matutino regressa naturalmente. Se mesmo assim tal não lhe acontecer, beba um copo de leite magro antes de sair de casa e leve o pequeno-almoço para o trabalho. É que daqui a uma hora estará cheia de fome e qual é a tendência? Entrar numa pastelaria e comer o mais calórico dos bolos

3. “Não resisto ao chocolate”
“O ideal seria que se adaptassem estilos de vida mais calmos, que ajudam a reduzir o consumo de alimentos com elevada quantidade açúcar, que contribui para o momento de peso, mas isso é utópico nos dias que correm.” A verdade é que, em termos de satisfação, nada substitui realmente o chocolate. “Pode é reduzir e controlar o seu consumo: em vez de tabletes grandes, escolha uma pequena barra; coma o chocolate logo depois da refeição, dado que há maior possibilidade de comer menos proporções, e não tenha chocolates em casa. Mas o melhor é ver quais as insatisfações emocionais se encontram por detrás desse consumo.”

4. “Adoro junk food”
Todos sabemos que o sabor desta comida pode ser aditiva, mas lembre-se que transborda de açúcar e em gorduras, sendo responsável pelos graves problemas de obesidade com que os Estados Unidos se deparam. Se não resiste, use a cabeça: faça apenas uma refeição semanal num destes estabelecimentos e minimize os danos, pedindo doses mais pequenas, optando por comer o seu hambúrguer e as suas batatas sem molhos, pedindo um sumo em vez de um refrigerante e acompanhando a refeição por uma salada.

5. “Tenho de experimentar tudo!”
Não resiste a comer entrada, prato, sobremesa e ainda petiscar dos pratos dos outros? Bem, antes de mais deve pensar se não está a comer muito depressa. “A comida demora cerca de vinte minutos a ‘acomodar-se’ ao nosso estômago. Por isso, se comer mais devagar, vai dar tempo a que o processo natural de saciedade ocorra.”, recorda a nutricionista. Em casa, antes de cozinhar, pense na quantidade saudável de comida que devia consumir e não exagere na dose.

6. “No trabalho, tenho de ter sempre alguma coisa na boca.”
O que não é necessariamente mau, dependendo do quê. Se forem bolachas, doces, chocolates, batatas fritas, é uma hecatombe de calorias. Opte nesse caso por snacks baixos em calorias, como fruta e iogurtes magros. Comer várias refeições por dia é também uma boa forma de evitar esta tendência. Se sentir que a sua energia está a cair a pique, é melhor consumir uma bebida, na forma de café ou de chá., assim como alimentos com hidratos de carbono complexos.

Fonte: Activa